terça-feira, 27 de outubro de 2009

Diálogos impossíveis.... mas reais III

Repartição de Finanças, 14h23

Funcionária: Teve muita sorte! O "stand" pagou-lhe o imposto do veículo novo!
Contribuinte: A sério? Ai que bom! Mas quanto seria?
F: €255,30
C: O quê? Tanto? Porquê?
F: É por causa da emissão de CO2...
C Não percebi.
F: É por causa da quantidade de emissão de gases.
(a Contribuinte ficou em silêncio por uns minutos e com uma voz muita calma, como que a saborear antecipadamente cada palavra que ia dizer)
C: Se eu declarar a quantidade de gases que o meu marido emite por ano, o Estado reembolsa-me alguma coisa?

7 comentários:

  1. hehehehehe
    Se a contagem for feita após a ingestão de castanhas assadas, os valores de emissão de gases sobem vertiginosamente ;)

    ResponderEliminar
  2. Arisca:

    E uma sopinha de grão? E uma valente feijoada? E as tão saudáveis lentilhas? Olhando para a nossa gastronomia é fácil entender porque outros países andam a nuclear e nós a gás...

    ResponderEliminar
  3. Posso acrescentar outros ingredientes perfeitos quwe lá em casa não falham!!!
    broculos, cogumelos, couve lombarda..
    Sim, sim, somos uma familia estranha!!!

    ahahahaahahah

    ResponderEliminar
  4. E a funcionária funcionou, isto é, soube responder...

    ResponderEliminar
  5. Maria Teresa:

    A funcionária ficou sem saber se havia de rir se chorar. Não disse absolutamente nada...

    ResponderEliminar